segunda-feira, 25 de agosto de 2014

portas

ninguém pra ouvir a porta abrir
dobro os lençóis
hoje pela manhã
ainda te amo

e amar o que é
há mais de 500 dias
uma invenção

ainda te amo
hoje a noite
amasso os lençóis
ninguém pra ouvir a porta fechar



quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Balão

o que quero da vida é viver
e viver é transitar
ver o povo

sentir o cheiro do mundo
saborear o gosto das coisas
ouvir as ideias das crianças

quero a vida de mudar
todo dia
reconsiderar as posturas
reinventar as ideias
descobrir o que dói

experimentar o peso da curiosidade
olhar nos olhos das pessoas e perguntar:
"quem foi que inventou esse peão?"
eu quero sem motivos para abraçar a gente

se tudo é um processo
não há vida na establidade
e que não me deixem parar, meus amigos

o que quero da vida é a agonia, a azia
doer as angústias
gargalhar por dentro

quero me libertar das escolas
e de tudo que me prenda ao chão

o que quero da vida é um balão
pra voar...