terça-feira, 8 de setembro de 2015

vidas simultâneas

Hoje a tarde, enquanto eu varria o quintal, encontrei perdida em algum canto da minha mente, imaginação, etc. um pergunta interessante : Considerando que o tempo seja uma entidade que flui continuamente em duas direções (do presente para o passado e o futuro)  e que nós somos seres que vivem várias vidas. Então é justo considerar que pode-se "reencarnar" também em tempos futuros. Por que é que só lembramos das nossas reencarnações passadas?
E se nos lembrássemos de nossas reencarnações futuras, isso acarretaria um problema, porque a lembrança daquilo que fizemos no futuro poderia influenciar nossas atitudes no presente, encerrando em uma prisão que limita presente, passado e futuro.
Seria também pertinente pensar sobre como a existência de multiversos colocaria questões para as lembranças de outras vidas, ou lembranças de vidas simultâneas. Ainda assim: porque só consideramos nossas vidas passadas?

Agora, considerando que seja possível ter essas lembranças do futuro, elas não alterariam, de certa forma, a maneira como vivemos a vida nos conduzindo a produzir os futuros dos quais nos "lembramos" ?

Parece que o avanço da física teórica vai realocando necessidades para religiões baseadas na ciência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário