sábado, 22 de agosto de 2015

Feijão

Se tem uma coisa que é certa na gastronomia - seja ela nano, molecular, gourmet, etc. - é que os sentimentos do cozinheiro-a-x são absorvidos pela comida. Ninguém entende muito bem esse esse processo - sejam físicos, químicos ou a Bela Gil - mas sabe que ele existe. Assim, quando alguém cozinha com amor e carinho a comida sai muito mais gostosa. Nesse sentido, uma pergunta que reina no misterioso império culinário brasileiro é porque o "feijão da mãe" é o alimento com o maior potencial de absorção de amor. 8 em cada 10 brasileiros relatam que o "feijão da mãe" é o alimento que mais gostam ou de que mais sentem falta na vida. Daí eu penso que o feijão tem um grande potencial para agir em problemas de humor e sentimentais, especialmente na depressão. 
Mas eu queria entender o que tem no feijão que faz ele ser assim. Perguntei pra minha irmã, que é agrônoma e mãe, mas a gente não chega a um consenso. Será que em outros países existem alimentos tão capazes quanto o feijão ? Será que é porque o feijão é uma leguminosa ? Teria a lentilha o mesmo poder ? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário